Quando se trata de redes sociais, ele não desiste. Depois de comprar e descontinuar o Orkut, criar e matar o Buzz e o Wave e manter o Google Plus na sobrevida, agora o Google faz uma nova aposta em social, agora focando completamente nos compartilhamentos em grupo ou, no nome dado pela empresa, nos Spaces.

Com este app, os usuários terão a possibilidade de criar grupos com interesses em comum chamados ‘spaces’, nos quais amigos poderão ser adicionados e conteúdos anteriormente compartilhados poderão ser acessados.

Dentro do Spaces, você também pode conversar com os seus amigos — como se fosse um grupo no WhatsApp, mas com um design totalmente diferente. A diferença do Spaces para o mensageiro é que ele possui o YouTube, o Chrome e a pesquisa totalmente integrados.

A ideia da nova ferramenta também é boa para grupos de trabalho, por exemplo — principalmente os estudantis. Isso porque é, segundo a Google, extremamente fácil compartilhar imagens e vídeos, além dos botões dedicados para o envio rápido.

spaces-002

A ideia é evitar que o usuário saia do app para buscar conteúdo, desde que tudo o que ele precisa para adicionar material no grupo já está à mão. O mais legal é que cada item acrescentado possui sua própria área de discussão, permitindo que as conversas sejam mais focadas e produtivas.

Há grandes chances de o Spaces não dar em nada, mas devemos confessar que, se bem trabalhado, é uma grande sacada e que pode ser uma bela plataforma. A proposta vai de encontro com o que o Facebook tem feito com os Instant Articles (claro que cada um com suas particularidades), centralizando o conteúdo e criando um guarda-chuva com suas ferramentas. Enfim, vamos aguardando e observando se o Spaces será um sucesso ou (mais um) fracasso do Google.

O Spaces possui um web player e apps para Android e iOS.