Quando estava na faculdade, as áreas do marketing que mais me interessaram foram o esportivo e o político, áreas nas quais sempre busquei conhecimento. Formei, não trabalho com marketing esportivo, mas sempre observei ações desenvolvidas por times de futebol. Apesar de ser rubro-negra-atleticana, tenho certa admiração nas ações desenvolvidas pelo Internacional de Porto Alegre, fico emocionada com os vídeos divulgados por eles e nessas observações sobre times de futebol, meu namorado, fanático pelo Goiás, me apresentou o vídeo de campanha de sócio torcedor do time dele.

Achei muito legal a pegada emocional do vídeo e fiquei muito feliz de ver um time do meu Estado, apesar da rivalidade, investir em Marketing Esportivo. Fui atrás então, dos responsáveis pelo marketing do Goiás para aprofundarmos nesse assunto, abaixo vocês poderão acompanhar a entrevista que fiz com o Célio Junior.

Quais são as visões e pretensões em relação às ações realizadas pelo departamento?

(Uma das ações realizadas, na final do campeonato Goiano, no jogo em que o Goiás foi o mandante, os participantes do programa Sócio Torcedor, ficaram em no camarote, com cerveja e picolé por conta, o camarote contou ainda com DJ fazendo a sonorização antes, no intervalo e após o jogo).

As ações do departamento de marketing partem de um princípio, tornar o Goiás Esporte Clube rentável e atrativo para novos investidores. Nossos principais objetivos de marketing são, fortalecer o nosso programa de sócio torcedor (Nação Esmeraldina) e captar novos patrocinadores, já que o clube vem a bastante tempo sentindo a falta desse aporte financeiro, essencial para qualquer clube no futebol brasileiro atualmente. Há um consenso entre nós de que uma coisa leva a outra, estão diretamente ligadas.

Em relação ao programa sócio torcedor, quais informações podemos divulgar?

O programa hoje conta com cerca de 1050 sócios aproximadamente, é gerido por uma agência internacional chamada CSM, já trabalha com projetos esportivos e com programas de sócios torcedores em outros grandes clubes do Brasil, como Fluminense, Flamengo, Botafogo, Sport e etc. Vem numa crescente interessante pelo falo de estar impulsionado pela campanha de assinaturas, que serão todas elas expostas no terceiro uniforme que será usado pela equipe profissional a partir de agosto. Vem enfrentando dificuldade em obter novas adesões devido à insatisfação que nosso torcedor tem perante o clube.

Devido à falta de maiores investimentos no departamento de futebol e a política de austeridade financeira adotada pela gestão do clube. O sucesso de programas de sócio torcedores espalhados pelo mundo tem total ligação com o desempenho da equipe dentro de campo, com contratações de jogadores reconhecidos e a conquista de títulos importantes, além é claro de um estádio próprio e confortável. Tudo isso torna os planos mais atrativos e contribui com a fidelização do torcedor. Buscamos compensar esses fatores com alternativas, como por exemplo, ações que proporcionam experiências aos torcedores, sejam elas com a estrutura física do clube ou até mesmo envolvimento com atletas do elenco profissional. Outro detalhe importante é o fato de que os planos proporcionam uma série de benefícios como, descontos e exclusividade de compra, e esses vêm só aumentando através de parcerias sendo fechadas constantemente.

O Goiás Esporte Clube é atendido por alguma agência? O foco das ações é On ou off? 

Sim, tanto o Nação Esmeraldina, quanto o Goiás Esporte Clube são atendidos pela agência AMP Propaganda. Os trabalhos são focados no ambiente digital, isso por que o clube conta com uma grande gama de torcedores engajados em nossas redes sociais e também pela falta de recurso financeiro para determinar ações em outras mídias off.

asasas

Célio Junior, você quer acrescentar algo que ache importante ou que queria dar destaque?

Gostaria de acrescentar que hoje o trabalho do marketing esportivo mais especificamente voltado para o futebol, deve ser pautado em planejamento e necessita de uma gestão administrativa dentro do clube que permita o desenvolvimento do trabalho. Precisamos nos reinventar, pois captação de patrocínio hoje em dia não está nada fácil. Talvez a saída seja fazer diferente, o que mais é oferecido para empresas interessadas é o retorno de mídia e a boa e velha exposição de marca que o investimento pode proporcionar, muita das vezes mal aproveitada pelas empresas. É preciso que os departamentos de marketing se integrem, assim, juntos podem alcançar os objetivos e proporcionar um retorno esperado para ambas às partes. Sair do básico retorno de mídia e buscar pesquisas de mercado que captam com mais exatidão a percepção do público perante a marca. Criar eventos para se estreitar relacionamentos com clientes, fidelizando e ativando seu patrocínio e sua marca. Talvez assim consigamos passar a captar patrocínios com mais facilidade, a partir de bons trabalhos em parceria, caso contrário às empresas interessadas vão diminuindo mais e mais.

Agradeço ao Célio Junior, por ter concedido a entrevista, parabenizo o Goiás, por atentar para a importância do Marketing também no futebol. E espero de todo coração, ver ações tão boas quanto, ou mesmo melhores, nos demais times do nosso Estado. Principalmente no Atlético Clube Goianiense, meu time de coração.

cjifbogIzadora Milhomem

Publicitária por formação, apaixonada por futebol e política. Já fez parte dos time de comunicação do SEBRAE GO e hoje defende as cores da GoiásFomento.

Gosta de Sertanejo, Atlético Goianiense e Barbie.