Segundo estudo realizado pela organização We Are Social, o Brasil é um dos países que passa mais tempo conectado do mundo, perdendo apenas para as Filipinas e Tailândia.

O brasileiro utiliza a internet em média 9h por dia, durante este período o tempo dedicado ao convívio familiar tende a diminuir. De acordo com a pesquisa realizada pelo Centro Annenberg da Universidade do Sul da Califórnia estes dados possuem relação, mesmo que indiretamente.

Atento ao panorama atual, o Centro Cultural Brasil Estados Unidos – CCBEU, escola que lidera a campanha dos Centros Binacionais – BNCs, criou a campanha “Voltar a Falar”. Mostrando o quanto a tecnologia pode isolar e impedir que as pessoas prestem atenção umas nas outras e falem a mesma língua, no mesmo tom, no mesmo idioma.

Entenda a ação

“Selecionamos a praça de alimentação de um shopping de Goiânia para aplicar um pequeno teste. Durante a ação, uma atriz convidava um dos membros de cada mesa para participar de uma pesquisa sobre atenção. Para isto ele precisava informar o número do seu celular, onde receberia uma mensagem com instruções para ir ao banheiro, trocar algum item do seu vestuário e retornar.

O objetivo da ação era descobrir o nível de percepção em relação ao acompanhante e verificar o quanto a atenção excessiva à tecnologia pode também impedir o diálogo e as relações presenciais. ” Explica Anderson Pádua, diretor da B/300, agência do CCBEU.

 Resultado

“Pelo que pudemos comprovar na ação nenhum dos participantes perceberam a mudança, e alguns nem chegaram a perceber a saída do integrante da mesa. Deste modo, a campanha é um pequeno alerta sobre o quanto deixamos de conversar “entre nós”. ”  Explica Cláudio, diretor de um dos Centros Binacionais que participam da campanha.

      Para conferir a campanha clique no link: https://voltarafalar.com.br/.