Bonecas fazem parte da campanha #toylikeme que pede a inclusão de deficiências em brinquedos

Vocês já ouviram falar da campanha Toy Like Me que tá circulando há um tempo na internet? Ela fala sobre a importância de as empresas criarem brinquedos com deficiência para que as crianças com deficiência se identifiquem, permitindo que elas se sintam mais confiantes e seguras em relação às suas condições físicas.

A ideia é incrível, do tipo que faz a gente se questionar “por que ninguém não pensou nisso antes?”. Os brinquedos fazem parte da infância das crianças e são fundamentais na construção de sua personalidade. Conviver com a realidade da deficiência retratada em seus brinquedos, ajuda com que a criança entenda que ela é algo normal, que faz parte da vida.

A campanha foi criada por duas mães com deficiência auditiva que perceberam essa lacuna na indústria de brinquedos. A adesão das pessoas foi imediata e, por meio da hastag #toylikeme, a página começou a receber inúmeras fotos de brinquedos modificados a mão.

It's MAKEOVER TIME! Hannah Ledsom sent in this #toylikeme and said…"I made an NG Tube for my teddy out of part of an…

Posted by Toy Like Me on Quarta, 15 de julho de 2015

Com a repercussão da hashtag, a empresa britânica Makies, resolveu lançar uma linha de bonecas com cadeiras de roda, aparelhos auditivos, bengala e membros mecânicos, além de cicatrizes e manchas de nascença.

toy-like-me

A empresa, que utiliza impressão 3D para produção dos brinquedos, permite a montagem da boneca de acordo com a sua preferência. Essa possibilidade de customização agora também permite a inclusão de deficiências.

toy-like-me-makies

A adesão da Makies foi, sem dúvida, um grande sucesso, mas a campanha continua. Na página do facebook, o movimento se posicionou: “Toy Like Me não vai descansar. Se pequenas empresas como a Makies podem atender, o que estão fazendo os meninos e meninas grandes? Vamos Lego, Playmobil, Mattell Barbie – 770 mil crianças britânicas com deficiências precisam de representação agora!”.